• FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS

    UMA ESCOLHA EM CONSCIÊNCIA

    Hoje, são muitas as respostas tecnológicas para obter conforto térmico através do aquecimento.

     

    Cabe normalmente ao consumidor escolher. Ele constrói as suas opções, antes de mais, pela experiência pessoal, depois pela influência dos mais próximos com as informações que chegam todos os dias pela televisão, jornais e revistas.

     

    O poder de compra de cada um, a capacidade de corresponder ao conforto desejado, o custo do investimento inicial e os custos de consumo e manutenção, são critérios que pesam sempre nestas decisões. Mas a consciência do cidadão responsável acrescenta um outro, cada vez mais determinante: o impacto ambiental.

  • BIOMASSA

    AS FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEL A BIOMASSA

    Vantagens da utilização da biomassa como fonte de energia

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    A biomassa é uma importante fonte de energia renovável. As florestas têm que ser limpas e tratadas, para que sejam sãs e para que se possam prevenir incêndios.

     

    Com a limpeza conseguem-se enormes quantidades de lenha e outros resíduos que se podem aproveitar para o aquecimento. A biomassa é uma excelente alternativa aos combustíveis fósseis, que são mais caros e mais poluentes.

    Melhorias recentes

    • Elevados rendimentos.
    • Manuseamento cada vez mais simples.
    • Redução no tamanho dos equipamentos.
    • O crescimento do sector e as novas tecnologias industriais estão a criar uma tendência de preços mais acessíveis nestes equipamentos.

    Vantagens

    • Contribui para a preservação e valorização das florestas.
    • A energia por biomassa produz-se localmente, principalmente no caso de lenha, que não incorpora custos de transporte significativos.
    • O aquecimento com recurso a caldeiras a pellets já pode ser totalmente automático (acendimento e alimentação).

     

    Tendo em conta que a utilização destas soluções por combustão de biomassa representam um motivo acrescido para dinamizar a produção florestal, poderemos obter um balanço neutro em termos de CO2: o que resulta da combustão é compensado pelo que é absorvido pelas árvores durante o seu crescimento.

     

    A Insuatherm possui uma diversidade de soluções para climatização das habitações e para AQS, com recurso à biomassa, com excelentes níveis de eficiência energética e, cada vez mais, com um design vanguardista.

     

  • BIOMASSA LENHA

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    Vantagens da utilização da lenha como fonte de energia

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    A lenha é desde há milhares de anos o combustível de biomassa mais conhecido e utilizado para diversos fins, nomeadamente como fonte de climatização.

     

    Actualmente existem sistemas muito eficientes, com rendimentos energéticos muito elevados, de baixo consumo e, por isso, muito económicos, que permitem o aproveitamento deste recurso para o aquecimento das habitações, oferecendo um conforto extraordinário.

    Económico

    Face aos combustíveis fósseis, como o gás e o gasóleo, por exemplo, este é um recurso que se produz localmente, envolvendo por isso baixos custos de produção e transporte, reflectindo-se também no seu preço de venda.

     

    Elevados índices de rendimento

    Soluções como os recuperadores de calor podem atingir rendimentos energéticos na ordem dos 70%, sendo, no caso das caldeiras de gaseificação a lenha, muito superiores, podendo atingir rendimentos acima dos 80%.

     

    Mais seguro

    Comparativamente com o gás ou o gasóleo, não há risco de fugas ou até mesmo de explosão.

     

    Dinamização da produção florestal

    Utilizando este recurso de forma consciente – plantando árvores na mesma proporção das que se abate – a lenha vai continuar a estar disponível e não comprometerá este recurso natural e vital para o ambiente.

     

    Em Portugal, a área florestal é muito extensa e ao utilizarmos este recurso contribuímos não só para a limpeza das florestas, como também para a economia nacional, evitando os custos da importação.

  • A BIOMASSA PELLETS

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    Vantagens da utilização dos pellets como fonte de energia

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    Actualmente, quando se fala em biomassa, é recorrente associar-se aos pellets.

     

    Os pellets de madeira para aquecimento são granulados cilíndricos com 6 a 8 mm de diâmetro e 10 a 40 mm de comprimento, provenientes de restos florestoas ou de serrações, tratados industrialmente, compactados e secos para combustão. Por cada tonelada, contêm uma energia calorífica que pode atingir os 4,8 MWh. Existem diversos equipamentos que permitem o aproveitamento deste recurso para aquecimento das habitações, nomeadamente recuperadores de calor, salamandras e caldeiras, que oferecem rendimentos extraordinários.

    Mais limpo e menos poluente

    Emissão reduzida de compostos químicos e orgânicos.

     

    Mais económico

    Aproveitamentos da indústria do mobiliário e dos desperdícios florestais resultantes das limpezas das florestas (importantes para evitar incêndios e manter as nossas áreas verdes mais limpas e saudáveis).

     

    Combustão mais eficiente

    O seu tamanho reduzido permite dosear a quantidade a ser queimada.

     

    Mais eficientes e melhor capacidade de armazenamento

    Uma tonelada de pellets para aquecimento produz sensivelmente a mesma energia que uma tonelada e meia de madeira.

     

    Menos fumos

    Devido ao tratamento na sua transformação, a humidade dos pellets é extremamente reduzida, diminuindo assim a emissão de fumos.

     

    Dinamização da produção florestal

    Não é necessário cortar árvores para a produção de pellets de madeira para aquecimento, pois a matéria-prima necessária são serrações e os desperdícios gerados pela própria floresta.

     

    Mais seguro

    Comparativamente com o gás ou o gasóleo, com o recurso aos pellets não há risco de fugas ou até mesmo de explosão.

  • ENERGIA DO SOL

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    Vantagens da utilização do Sol como fonte de energia

    ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    Brilha, ilumina e aquece: como fonte de energia natural, não há igual. O sol pode funcionar como fornecedor de energia sem grande complexidade técnica, basta utilizar painéis e equipamentos complementares de última geração. Uma superfície de 4 a 6 m2 de colectores solares sobre o telhado é suficiente para produzir águas quentes sanitárias para uma vivenda unifamiliar. Tudo isto com o melhor balanço energético possível: zero emissões de contaminantes.

     

    A energia solar permite facilmente, com um investimento reduzido, fazer uma grande poupança energética nas águas quentes sanitárias, na ordem dos 80%, e no aquecimento a baixa temperatura (pavimento radiante, ventiloconvectores ou convectores de baixa temperatura) em cerca de 30%.

     

    Todos os sistemas solares necessitam de uma fonte auxiliar para colmatar os dias em que há ausência de sol, no entanto em Portugal o apoio necessário é mínimo tendo em conta que somos dos países da Europa com mais exposição e horas de sol.

     

    Mais limpo e menos poluente

    A energia solar é limpa, não gera poluentes.

     

    Económico

    É gratuita, não tem custos de consumo.

    Portugal é um dos países da Europa com maior disponibilidade de Radiação Solar.

    Insolação cerca de 2.200 a 3.000 horas/ano.

     

    Prática e simples

    É utilizada onde é produzida, não necessita de redes de distribuição ou recursos de transporte.

     

    Complementar

    Pode ser associada a outras soluções para reduzir os custos de consumo em diversos sistemas de climatização.

     

    Melhorias recentes

    Optimização da absorção e permuta de energia nos painéis planos do tipo selectivo.